Fiquei sem bateria no carro. E agora?

Algo que lhe vai acontecer durante a vida útil do seu carro é ligar a ignição e não acontecer nada. Nada vai funcionar, nem o motor, nem o sistema elétrico. E isto significa que ficou sem energia na bateria. Mas não há problema, não é nada do outro mundo. Em circunstâncias normais, precisa somente de carregar a bateria para voltar a funcionar normalmente. Explicamos aqui todos os passos necessários para recarregar a bateria do seu carro.

 

1 – Antes de ficar alguma vez sem bateria, tenha sempre uns cabos de pinças no carro, mesmo que nunca tenha precisado deles. Assim, não precisa de perder tempo a encontrar quem lhe empreste um par.

 

 

2 – Deu à chave, e não aconteceu nada. Provavelmente, está mesmo sem bateria. Peça a um amigo ou mesmo a uma pessoa na rua para juntar os dois carros de frente, e abra os respetivos capôs.

 

3 – Já agora, não tente pegar o carro de empurrão. O mais provável é não acontecer nada exceto cansar-se, mas se conseguir ligar o carro, pode danificar o catalizador.

 

4 – Ligue o polo positivo da bateria do seu carro ao polo positivo da bateria do outro carro. Depois, ligue o polo negativo da bateria do seu carro ao polo negativo da bateria do outro carro. Não interessa qual é o preto ou vermelho, o que interessa é que os da mesma cor estejam no mesmo polo. Em caso de dúvida, veja o manual de instruções do seu carro.

 

5 – Ligue o carro do outro condutor. Depois, espere um minuto e ligue a chave do seu carro. Deixe funcionar durante alguns minutos. Carregue ocasionalmente no acelerador.

 

6 – Retire um cabo de cada vez, feche o capô e vá conduzir. Conduza durante meia hora a uma hora para garantir que a bateria fica carregada.

 

7 – Estacionou o carro e voltou a ficar sem bateria. É porque afinal precisa de um bateria nova Repita o processo anterior, vá a uma loja de peças automóveis, compre e mande instalar uma bateria.

Fonte: Motor24

 

Quais os 10 carros mais confiáveis para se comprar no Brasil?

Os dados foram coletados em 2018 pelos dispositivos Engie instalados em mais de 45 mil veículos no Brasil para identificar com exclusividade quais são os carros brasileiros que apresentaram menos falhas mecânicas, elétricas e eletrônicas. A amostragem foi feita com no mínimo 500 carros de cada modelo com mais de um ano de uso.

O resultado apontou que o Grand Siena, da Fiat, é o primeiro da lista dos carros com pouquíssimas falhas registradas. Ficam em segundo, todos empatados, o Etios da Toyota, o HR-V da Honda e o  Gol e o Polo, da Volkswagen (veja a tabela completa ao fim do release).

“Esses dados são esclarecedores para o motorista que vai comprar um seminovo”, opina Eduardo Kan Golcman, gerente de marketing Brasil da startup israelense que desenvolveu o dispositivo Engie. “O motorista não tem o conhecimento técnico que um mecânico possui para fazer uma avaliação real do estado dos carros que estão à venda.”

O levantamento para identificar quais os veículos com menos falhas registradas tem precisão e são exclusivos da Engie. Isso porque o dispositivo tem acesso aos dados de um carro ao ser conectado à entrada OBD2 — sigla em inglês para “diagnóstico de bordo” –, verificando mais de 10 mil itens em tempo real.

O motorista pode instalar o dispositivo Engie no carro para otimizar o rendimento do mesmo e se prevenir contra ocorrências de problemas maiores, além de obter uma economia de até 30% na manutenção preventiva do veículo e em gastos diários. A vantagem sobre os computadores de bordo vai além ao indicar um marketplace com mecânicos credenciados pela Engie por geolocalização.

O dispositivo  Engie é fácil de ser instalado e não é cobrada nenhuma mensalidade. Basta conectá-lo ao veículo e baixar o aplicativo no celular para que a varredura do carro tenha início com o carro ligado. O aparelho é compatível com modelos do ano 2002 (para álcool e gasolina) e 2005 (para diesel) em diante.

Além do Brasil, o dispositivo Engie é vendido em Israel, Reino Unido, EUA, Espanha e México. Nesses países, são 150 mil veículos conectados e 250 mil downloads realizados. No Brasil, um dos mercados mais promissores, são 45 mil veículos conectados e 90 mil downloads. A startup ainda tem dois produtos disponíveis no país, o Engie Connect e o Engie Frotas.

Para fotos de divulgação, entre em contato com a assessoria de imprensa

MODELO/PORCENTAGEM DE FALHAS REGISTRADAS

Grand Siena da Fiat – 2%
Etios da Toyota – 3%
Gol da Volkswagen – 3%
HR-V da Honda – 3%
Polo da Volkswagen – 3%
Voyage da Volkswagen – 4%
Ranger da Ford – 5%
Fox da Volkswagen – 5%
City da Honda – 5%
Onix da Chevrolet – 6%

Fonte: Ecommercenews (leia mais)