Porque é que o indicador de combustível não tem o volume em litros?

Embora seja uma coisa a que nos habituamos depressa, o indicador de combustível do automóvel tem informação incompleta, deixando no ar a pergunta de porque é que não o volume de combustível em litros? Na verdade, existem várias razões para não o fazer, que se resumem ao facto de que um valor meramente indicativo como “meio depósito”, “um quarto de depósito” ou “na reserva” ser muito mais prático do que saber que estão 10, 15 ou 20 litros.

A agulha do indicador de combustível está ligada a uma boia que mede o nível de líquido no depósito, e vai baixando à medida que o sensor deteta a boia a baixar dentro do depósito. No entanto, o sensor não sabe exatamente quantos litros estão no depósito. Ao mesmo tempo, as marcas muitas vezes o mesmo indicador de combustível analógico de modelo para modelo, e até dentro do mesmo modelo, versões com motor diferente ou com sistema de tração integral, um automóvel pode ter depósitos de diferentes capacidades de versão para versão.

Com a passagem para um indicador de combustível digital, a maioria dos automóveis mantém o mesmo sistema, com o nível a descer barra a barra. Alguns automóveis começaram a indicar a quantidade de combustível disponível, mas mesmo com um mostrador digital, a leitura é mais fácil com as barras a descer do que simplesmente olhando para um número. Se é necessário ter informação adicional, basta saber a autonomia prevista em quilómetros, que é um indicador mais prático que o número de litros, e tão prático para uso no mundo real que as barras.

Fonte: Motor24 (Leia o artigo completo)

Top 10 Populares