Um dos melhores museus de carros do mundo vai fechar

Um dos melhores museus automóveis do mundo, situado em Donington e no qual se encontram alguns dos carros mais raros de competição, vai fechar portas depois de 45 anos de atividade.

Ao cabo de mais de quatro décadas a ilustrar a história do automobilismo mundial, o museu de Donington, oficialmente denominado Donington Collection Museum, prepara-se para encerrar as suas portas, com Kevin Wheatcroft, o atual proprietário daquele espaço, a confessar, em declarações citadas na BBC, que aquela foi uma decisão muito difícil, não adiantando mais razões que não “familiares”.

Aquele espaço, localizado junto ao icónico circuito de Donington Park (para sempre ‘tatuado’ no imaginário dos adeptos de Ayrton Senna pela exibição do piloto em 1993), é hoje um dos maiores e mais importantes em termos de ‘material’ de exposição, com diversos monolugares de equipas como a Williams, Ferrari, McLaren, Brabham, Tyrrell ou Lotus, entre outros. Para os entusiastas do automobilismo, era uma oportunidade para ver as máquinas de pilotos como Ayrton Senna, Jack Brabham, Tazio Nuvolari, Nigel Mansell, Juan Manuel Fangio ou Alain Prost.

A ideia para o museu nasceu em 1973, embora a primeira aquisição de Frederick Bernard “Tom” Wheatcroft, pai de Kevin, fosse um Ferrari com 13 anos que adquiriu por gosto pessoal, explica o site da BBC.

A 5 de novembro, o museu fecha as suas portas de vez, colocando-se um ponto final num espaço que fazia uma ode ao automobilismo ao longo dos anos.

Fonte: Motor24 (Leia o artigo completo)

Tesla tem vulnerabilidade que permite copiar chaves dos carros

Um grupo de investigadores pertencentes à empresa de segurança KU Leuven descobriu uma forma de ultrapassar a encriptação usada pela Tesla nas chaves dos seus carros, o que permite não só clonar a chave como ainda ter acesso e ligar o carro.

Diz o Engadget que para ter acesso ao método usado pelos investigadores só é necessário equipamento no valor de 600 dólares, conseguindo reproduzir o método em cerca de 1.6 segundos. De notar que não é a Tesla a única empresa com chaves vulneráveis a este método, com a equipa a suspeitar que a McLaren, a Karma e a Triumph apresentam as mesmas vulnerabilidades. Pode ver o método em ação no vídeo abaixo.

Entretanto esta vulnerabilidade já terá sido resolvida pela Tesla, que tornou os carros do modelo Model S produzidos a partir de junho deste ano invulneráveis a este método. Já os detentores de carros mais antigos têm acesso a uma atualização para ‘fortalecer’ as suas chaves.

Fonte: Notícias ao minuto