Recall – 1 milhão de híbridos da Toyota podem pegar fogo

A Toyota divulgou um recall envolvendo mais de um milhão de unidades dos modelos Prius, Prius plug-in híbrido e do crossover C-HR. O chamado tem como justificativa um problema no sistema elétrico, que pode causar incêndios. Carros produzidos em diversos países entre junho de 2015 e maio de 2018 estão envolvidos. Mais da metade dos híbridos da Toyota afetados foram fabricados no Japão, país que exporta o modelo Prius para o Brasil.

Segundo a fabricante, o defeito está nos chicotes dos fios ligados às unidades de controle de energia dos modelos. Com o passar do tempo, os cabos se desgastam e geram calor. Os fios dos híbridos da Toyota expostos ficam mais vulneráveis a curtos-circuitos elétricos.

Quase 200 mil carros envolvidos no recall estão nos Estados Unidos. Mais da metade (500 mil) dos híbridos da Toyota foram produzidos no Japão, país de origem dos modelos vendidos no mercado brasileiro. As demais unidades estão nos mercados europeus e mundial.

A Toyota ainda não sabe se há ou quantos são os híbridos brasileiros com o problema. O primeiro país a fazer os reparos serão os Estados Unidos. Os proprietários norte-americanos receberão cartas ainda em setembro.

Híbridos da Toyota no Brasil

O Toyota Prius é o híbrido mais vendido no mundo. A nova geração do modelo está disponível no nosso mercado. Boris testou o modelo e conta as suas impressões. A fabricante prometeu fabricá-lo por aqui em breve. Será mesmo?

“Prius não é um foguete, um carro esportivo com desempenho excepcional – e nem é esta a sua proposta. Ele é um sedã confortável, agradável, com baixíssimo consumo. Ele chega a 20 km/h no trânsito urbano” afirma o jornalista.

Fonte: R7 Noticias

 

BMW G 310 R começa a ser montada no Brasil

BMW G 310 R começa a ser montada no Brasil

Conheça a 1ª moto de baixa cilindrada da marca, peças da moto vêm da Índia para a linha de montagem em Manaus. Modelo tem motor de 1 cilindro e 34,4 cavalos de potência.

A BMW G 310 R começou a ser montada em Manaus, na fábrica da empresa alemã no país, nesta quinta-feira (18). Esse é o primeiro modelo de baixa cilindrada da empresa para o mercado nacional e tem características urbanas. O preço ainda não foi divulgado.

Depois da G 310 R, a montadora vai trazer ao Brasil a G 310 GS, versão aventureira de sua linha de motos de baixa cilindrada.

PREÇO BMW G 310 R

A base de produção da G 310 R é na Índia, onde a fabricação é feita em parceria com a indiana TVS. De lá, as peças vêm ao Brasil para a montagem. Para a produação da moto e outros modelos, a fábrica em Manaus recebeu novo investimento de 4 milhões de Euros.

modelo chega ao Brasil em uma faixa de cilindrada que tem modelos como Honda CB Twister e Yamaha Fazer 250. No entanto, a BMW deve focar em uma faixa de consumidores que procuram modelos mais premium, como a KTM 390 Duke, Kawasaki Z300.

PREÇO BMW G 310 R

Motor de 34,4 cavalos

O motor é um inédito monocilíndrico de 313 cc, de refrigeração líquida, com duplo comando de válvulas e injeção eletrônica. De acordo com a marca, atinge até 34,4 cavalos de potência e 2,85 kgfm de torque.

Responsável por empurrar os 158,5 kg da motocicleta, o novo propulsor possui o cilindro inclinado para trás e cabeçote rotacionado a 180 graus, o que permitiu que a moto se tornasse mais ágil, segundo a fabricante.

PREÇO BMW G 310 R

Sua suspensão dianteira é do tipo invertida, comum em modelos de maior cilindrada, e os freios são a disco em ambos os eixos.

Os detalhes foram bem trabalhados e o modelo possui ambas carenagens laterais ao lado do tanque, dando a impressão de ser um produto robusto. Freios ABS são de série na G 310 R.

PREÇO BMW G 310 R