40 curiosidades que você não sabia sobre carros

O universo que envolve a indústria dos carros é amplo e já faz parte da história da humanidade. E, como tal, há muitas curiosidades que pertencem a esse universo e que a maioria das pessoas desconhece. Confira algumas delas:

1. Henrique Santos Dumont, irmão do Alberto, foi quem trouxe o primeiro automóvel para o Brasil, em 1893. Um Daimler movido  a vapor.

2. Os acidentes acompanham a história dos carros. No Brasil, o primeiro acidente automobilístico foi causado por um célebre personagem da nossa cultura: o poeta Olavo Bilac, autor do hino à Bandeira. Em 1897, Bilac perdeu a direção e bateu contra uma árvore no Rio de Janeiro. O poeta saiu ileso, mas o veículo sofreu escoriações.

3. É possível imaginar carros sem espelho retrovisor? Pois é… ele precisou ser inventado algum dia e o autor da façanha foi o francês  Alfred Faucher, em 1906. Aliás, ele também inventou a luz de freio e o pisca-pisca.

4. Já os limpadores de para-brisa foram patenteados pela americana Mary Anderson, em 1903. Mas funcionavam manualmente. Os operados mecanicamente apareceram em 1916 nos EUA.

5. Quem não gosta de som no carro? Mas o americano George Frost precisou ser pioneiro para usufruir desse benefício. Em 1922, com apenas 18 anos, ele instalou um rádio no seu Ford modelo T, o primeiro a ter essa ideia. Cinco anos depois, a empresa Philadelphia Storage Battery Company passou a fabricar auto-rádios em escala industrial, batizado de Philco Transitone.

6. Os tchecos (da antiga Thecoslováquia) foram os primeiros a perceber a importância dos pára-choques e o primeiro carro a ter o dispositivo foi desenvolvido por eles em 1897. Mas faltou aperfeiçoar a ideia, porque depois de rodar 15 quilômetros, o pára-choque caiu e não teve como ser instalado novamente. Foi o inglês F.R. Simms quem deu formato definitivo à invenção, colocando um pára-choque de borracha em seu carro em 1905.

7. O primeiro homem a dar uma volta em uma engenhoca movida a vapor foi o oficial de artilharia francês Nicolas Cugnot. Em 1769, o seu veículo de três rodas alcançou a velocidade de 4 km/h em uma rua de Paris, para – no auge de seu sucesso – colidir com uma árvore, produzindo o primeiro acidente de automóvel. Um ano depois, ele apresentou um novo modelo para o transporte de canhões. Ao dobrar uma esquina, Cugnot causou outro acidente. Desse modo, ele ainda seria o primeiro homem condenado por condução perigosa que acabou na prisão.

8. O número de carros no mundo aumenta em um ritmo duas vezes maior que o da população. A previsão é de que existirão pelo menos 2 bilhões de carros em todo o mundo até 2030. Atualmente, o número é de aproximadamente 1 bilhão.

9. Mais da metade do petróleo produzido no mundo todo é consumido por carros.

10. A maior multa de trânsito que se conhece foi emitida na Suiça, onde a penalidade é proporcional à renda do infrator. O milionário, que evita se identificar, pagou  1 milhão de dólares por ter furado um sinal vermelho.

11. O Guinness Book, livro dos recordes, garante que o menor carro do mundo (com licença para circular) é o inglês Wind UP. Ele tem pouco mais de um metro de altura (104 centímetros), 129 centímetros de comprimento e 66 de largura. O veículo pode atingir até 60 km/h.

12. Quem fabrica mais carros é a Toyota: 13 mil unidades por dia. É também a marca mais adquirida no planeta.

13. O carro mais caro de todos os tempos custou 7,8 milhões de dólares: é um Bugatti Royale Kellner Coupe de 1931.

14. O mais barato já não é mais o Lada, fabricado na Rússia e que entrou sem sucesso no nosso mercado. Atualmente, o Tata Nano, indiano, é o mais em conta.

15. A Ferrari é modelo industrial menos fabricado no mundo: quatro carros por dia, no máximo.

16. É atribuído ao  Bugatti Veyron 16.4 Super Sport o título de carro mais rápido do mundo entre os superesportivos comerciais. O modelo já chegou a  431,07 km/h. Mas o feito não poderá constar do Guinness, que exige a existência de 30 unidades do modelo – há apenas 29 desse Bugatti.

17. Os primeiros carros eram conduzidos por meio de uma alavanca, como um joy stick. Quem descobriu a maior eficiência da direção circular foi o francês Alfred Vacheron, em  1894.

18. A média de tempo para se construir um carro de linha é de 24 horas. Dessas, dez horas são gastas na pintura.

19. Como todos sabem, foi Adolph Hitler quem implantou a fabricação do “carro do povo”, o nosso conhecido VW Fusca. O que poucos sabem é que o modelo, ironicamente, foi baseado no conceito de design produzido por um judeu, Josef Ganz.

20. A primeira multa que se tem notícia foi emitida na cidade de Dayton, Ohio, nos EUA. O infrator dirigia em alta velocidade: 25 km/h.

Fonte: Revista Auto esporte

 

Inventor das Filipinas diz ter criado o menor carro voador do mundo

Um inventor das Filipinas diz ser responsável pela construção do menor carro voador do mundo. Kyxz Mendiola precisou investir milhões de pesos filipinos para alcançar o feito.

Ele também se orgulha de ser a primeira pessoa da Filipinas a possuir um veículo que decola e pousa na vertical. O carro foi construído a partir da tecnologia de drones e tem várias hélices acopladas, além de 16 computadores operando em sua estrutura.

O carro foi batizado de Koncepto Millenya. “Eu tenho pilotado drones por quase 10 anos, mas voar em algo que você criou é uma experiência totalmente diferente. Um sonho se tornando realidade”, disse Mendiola ao Business Insider.

O inventor constrói drones que são utilizados em filmes e na televisão, mas conta que um dia decidiu criar um que pudesse carregá-lo. O Koncepto Millenya conta com um assento e tem apenas 15 minutos de autonomia de voo, apesar de levar 2h30 para completar uma carga.

Conheça abaixo a invenção de Mendiola:

Drones no Brasil

Estimativas do mercado apontam que existem mais 100 mil drones no Brasil, entre os de uso recreativo e profissional. A maioria (cerca de 40%) é utilizada na agricultura para o mapeamento de terra, por exemplo.

Mas há outras utilidades: por aqui, o governo também fez uso dos equipamentos durante a Copa do Mundo de 2014 para reforçar a segurança. Com a startup SMX Systems, a tecnologia funciona para a entrega de medicamentos no interior do país e em áreas rurais.

Em 2016, o mercado de drones movimentou cerca de R$ 200 milhões no Brasil.

Fonte: Canaltech